Buscar: Em:
Brasileiro de Enduro FIM celebra os campeões da temporada 2018
 

  Bruno Crivilin
Rogerio Leite/Mundo Press  
01/10/2018

Foram realizadas sete etapas até definir os vencedores de todas as categorias, em um ano marcado por sucesso e muitas conquistas dentro e fora das trilhas. O destaque foi o capixaba Bruno Crivilin (equipe Orange BH KTM Racing), que levou para casa as taças das classes E1 e Enduro GP - direcionada aos mais rápidos da competição.

Maurício Brandão, organizador do evento e diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), estava com a sensação de dever cumprido. “O Brasileiro de Enduro FIM conquistou destaque no cenário esportivo de uma forma geral em 2018, muito além do ambiente do motociclismo. Isso mostra que a evolução e a força do campeonato aumentam a cada ano”, explicou.

De acordo com o dirigente, há motivos de sobra para continuar investindo na modalidade. “Temos conseguido ótimos resultados, o que nos faz sonhar mais alto para o futuro. O objetivo é melhorar de forma progressiva. Vamos lapidar ainda mais o campeonato para 2019, sempre dando atenção especial aos novos talentos, para que haja renovação no esporte. Como já ocorreu em 2018 e nos anos anteriores, queremos trabalhar forte para abrir portas e agregar mais participantes ao Brasileiro de Enduro FIM”, concluiu Brandão.

Confira quem são os campeões brasileiros de 2018 e o que eles disseram:


Bruno Crivilin (categorias E1 e Enduro GP / equipe Orange BH KTM Racing) - “Desde 2014 um brasileiro não ganha a classificação geral do campeonato, que hoje é a Enduro GP. Fico muito feliz de ter trazido esse título de volta para o Brasil. Das sete provas válidas, eu ganhei seis, então foi um ano ótimo. A equipe Orange BH KTM Racing fez um trabalho incrível e está de parabéns. A combinação foi perfeita entre equipe, estrutura e piloto, e os resultados apareceram. É importante destacar ainda o apoio da família, namorada, amigos e de todos que sempre estão ao meu lado. Em cinco anos disputando o Brasileiro, conquistei quatro taças e quero mais em 2019”.


Vinícius Calafati (categoria E2 / equipe Orange BH KTM Racing) - “Depois de dois títulos na EJúnior, essa foi a minha primeira taça na categoria E2. Foi um ano muito bom, de bastante trabalho ao lado da equipe Orange BH KTM Racing, e o esforço foi recompensado. Senti que evoluí como piloto, soube atacar no momento certo e estou bastante feliz\".     


Rômulo Bottrel (categoria E3 / equipe Yamaha O2 BH Racing) - “Foi o meu pentacampeonato brasileiro, no ano mais difícil da minha carreira. Machuquei o ombro no início da temporada e corri na raça, ou seja, foi bastante sofrido. Estou muito feliz e orgulhoso em entregar esse título para a Yamaha O2 BH Racing logo na temporada de estreia na equipe. Agora vou me dedicar totalmente ao tratamento do ombro para voltar bem em 2019”.


Tiago Wernersbach (categoria E4 / equipe Honda Moto Litoral) - “O ano foi ótimo e muito competitivo. Tentei melhorar ao longo da temporada, treinei bastante e a moto também ajudou, já que virou o ano sem dar qualquer tipo de problema. Ser bicampeão da E4 é bom demais e pretendo defender o título no ano que vem. Quero agradecer a todos da equipe e aos patrocinadores, sem eles eu não estaria aqui”.   


Patrik Capila (categoria EJúnior / equipe Yamaha O2 BH Racing) - \"Vim do Motocross e comecei a competir no Enduro FIM há dois anos, sem dúvidas hoje é a modalidade que eu mais gosto. Sempre tive o sonho de ser campeão brasileiro, mas antes faltavam oportunidades e patrocinadores. A Yamaha O2 BH Racing me deu essa grande chance de fazer parte da equipe e, com muita luta e dedicação, o título veio. A moto ajudou muito, assim como todos os integrantes da equipe. Todos eles têm parte nessa vitória”.  


Maiara Basso (categoria EFeminina / equipe Sacramento KTM Racing) - “Foi o meu primeiro ano no Brasileiro de Enduro FIM e gostei de participar. Treinei bastante para me adaptar a essa nova modalidade e estou muito feliz com o título, que é a minha sexta conquista nacional no motociclismo - contando as taças do Motocross e do Velocross”.


Nielsen Bueno (categoria E35 / equipe Husqvarna) - \"O meu quinto título veio e estou muito feliz. O ano foi de transição para uma equipe nova, a Husqvarna, e é um prazer representar a mesma marca que ganhei a minha primeira taça do Brasileiro, em 2008. Todo título é muito especial para mim e o ano foi incrível. Agradeço a todos da equipe pelo apoio e agora vamos comemorar muito”.    


Fernando de Carvalho (categoria E40) - “No início do ano, decidi competir no Brasileiro de Enduro FIM pela primeira vez e disse que ia ser campeão. Muita gente não acreditou, mas depois de muita luta e treino o título veio. Sou um piloto que compete com recursos privados, portanto o sentimento é espetacular, representa a pura paixão pelo esporte. Quero agradecer a todos que me apoiaram nessa jornada: o ‘fiel escudeiro’ Divino Lázaro, o Vinão, a minha irmã Renata Carvalho, que é a minha nutricionista, o treinador físico Rogério Braga e a Star Racer / Alpinestars, que forneceu os equipamentos para que eu andasse com segurança”.  


Pélmio Simões (categoria E45 / equipe Yamaha O2 BH Racing) - “Estava em busca do meu quarto título brasileiro e consegui, graças a Deus. Comecei o ano bem, com moto e equipe novas, e cheguei com uma boa vantagem para a etapa final. O trabalho da Yamaha O2 BH Racing foi fundamental para o resultado”.  


Marcos Benvenutti (categoria E50 / equipe Sócramento) - “Depois de 35 anos andando de moto, posso comemorar o meu primeiro título brasileiro. Nunca é tarde! Foi trabalhoso chegar até aqui, mas com a turma da Sócramento foi bastante divertido também. O nosso objetivo é fomentar o esporte sempre com segurança nas trilhas, estamos muito contentes com os resultados”.   


Gabriel Bellaver (categoria EAmador / equipe Sócramento) - “Ando de moto há dois anos e meio e é a primeira vez que corro em todas as etapas do Brasileiro de Enduro FIM. Eu não imaginava ser campeão logo de cara e estou muito feliz. A equipe Sócramento deu muito apoio durante todo o ano”.   



O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 é patrocinado por Rinaldi, Yamaha, ASW, Tech Ride, Edgers, MR Pro Braces, Jeri Aventure Ride, KTM Sacramento, O2BH Yamaha, Motorex e Sig Visual.


Resultados Finais - Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018


Enduro GP 
1 - Bruno Crivilin - 297 pontos 
 
2 - Júlio Ferreira - 229 pontos      
3 - Vinícius Calafati - 224 pontos   
 
4 - Patrik Capila - 219 pontos  
5 - Gustavo Pellin - 199 pontos
 

E1  
1 - Bruno Crivilin - 300 pontos   
 
2 - Nicolás Rodriguez - 254 pontos  
3 - Diego Colett - 152 pontos    
4 - Gabriel Soares - 150 pontos 
 
5 - Willian Palandi - 144 pontos  



E2 
1 - Vinícius Calafati - 270 pontos 
2 - Júlio Ferreira - 266 pontos 
 
3 - Gustavo Pellin - 246 pontos 
 
4 - Victor Miranda - 208 pontos 
 
5 - Mauricio Rizzon - 153 pontos



E3 
1 - Rômulo Bottrel - 291 pontos 
 
2 - Felipe Carlette - 264 pontos 
3 - Felipe Legarrea - 245 pontos 
 
4 - Rodrigo Corsi - 99 pontos 
 
5 - Kilder Lopes - 96 pontos



E4 
1 - Tiago Wernersbach - 282 pontos    
 
2 - Anderson da Luz - 254 pontos    
3 - Ronald Santi - 250 pontos
 
4 - Fernando Pereira - 217 pontos
 
5 - Marcos Souza - 189 pontos  

 

EJúnior 
1 - Patrik Capila - 297 pontos 
 
2 - Willian Lauers - 263 pontos 
 
3 - Vinícius de Sá - 246 pontos 
 
4 - Vinícius Luis da Silva - 98 pontos 
5 - Washington Pereira - 98 pontos 
 

EFeminina 
1 - Maiara Basso - 194 pontos
 
2 - Bárbara Neves - 178 pontos 
 
3 - Marcely Cazadini - 106 pontos 
 
4 - Tainá Aguiar - 76 pontos 
 
5 - Livia Batistine - 64 pontos



E35 
1 - Nielsen Bueno - 283 pontos 
2 - Diogo Andrade - 233 pontos 
3 - Anderson Vieira - 221 pontos 
 
4 - Igor Reolon - 136 pontos
 
5 - Tiago Bellaver - 117 pontos 



E40 
1 - Fernando Teixeira de Carvalho - 259 pontos
 
2 - Adriano de Ávila - 254 pontos
 
3 - Sidnei Siquela - 141 pontos 
4 - William Meneses - 136 pontos
 
5 - Fernando Spindler - 117 pontos 

E45 
1 - Pélmio Simões - 262 pontos 
2 - Rodrigo Alcy - 250 pontos 
3 - Maurício Fernandes - 232 pontos 
4 - Laurindo Filho - 209 pontos 
 
5 - Evandro Bozetti - 142 pontos



E50 
1 - Marcos Benvenutti - 233 pontos 
2 - Antonio de Abreu - 123 pontos
 
3 - Romeu Enrich - 103 pontos 
 
4 - Milton Coelho - 76 pontos

5 – Sérgio Colett - 72 pontos



EAmador 
1 - Gabriel Bellaver - 260 pontos 
 
2 - Agenor dos Santos - 254 pontos 
 
3 - Lucas Colombo - 208 pontos 
4 - Roberto Theodoro - 205 pontos 
5- Uiliam Brunetta - 125 pontos. 

Fotos
Nielsen Bueno  
Rogerio Leite/Mundo Press  
Vinicius Calafati  
Fred Mancini/Mundo Press  
Gabriel Beliaver  
Rogerio Leite/Mundo Press  
Maiara Basso  
Rogerio Leite/Mundo Press  

Deixe seu comentário sobre a notícia

Seu nome/apelido:
Seu comentário:
Digite o que você vê na imagem abaixo: *