Buscar: Em:
Azevedo vence terceira especial do Rally dos Sertões. Maciel segue líder nas motos
 

  Jean Azevedo
Marcelo Machado de Melo/Fotop/Vipcomm  
21/08/2018

Jean Azevedo venceu nesta terça-feira (21) a terceira especial do Rally dos Sertões, disputada entre as cidades de Posse (GO) e Luís Eduardo Magalhães (BA). O piloto da Honda CRF 450RX número 1, que busca seu oitavo título na prova, completou os 255 quilômetros cronometrados da etapa em 2h57min32s, triunfando pela primeira vez nesta edição.


Tunico Maciel, também com uma Honda CRF 450RX, ficou com a segunda colocação da especial, 49 segundos distante em relação a Azevedo. Elias Folly, que conduz uma KTM EXC-F, fechou o dia com a terceira posição ao final do dia, 4min54s mais lento que o vencedor. Ricardo Martins finalizou a especial na quarta posição, e foi seguido por Luciano Gomes. Os dois pilotam motos iguais, as Yamaha WR450F.


Na soma dos tempos das três especiais disputadas, Tunico Maciel segue na liderança do Rally dos Sertões nas motos, e tem agora 11h21min16s acumulados, tempo que lhe dá uma frente de 6min29s em relação a Jean Azevedo, atual segundo colocado. Ricardo Martins, distante 13min55s do líder, ocupa o terceiro posto, e é seguido por Túlio Malta, quarto colocado com uma desvantagem de 30min57s. Gregório Caselani fecha o top-5, e aparece 33min52s longe do tempo de Maciel. 


Ricardo Martins comentou: \\\"Hoje (terça-feira), tive um problema com o equipamento de navegação e tive que andar cerca de 70 Km puxando a planilha com a mão. Puxava ela pra fora do rolebook, olhava, rasgava, seguia. Fui assim até o abastecimento, quando consegui arrumar. Depois fiz o possível para recuperar e consegui chegar em quarto para me manter na briga. Problemas acontecem. Vamos em frente que amanhã (quarta-feira) é Etapa Maratona\\\", disse Martins.


A disputa da categoria para UTVs está eletrizante, com a dupla atual campeã do Rally Dakar Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin na liderança a bordo do Can-Am Maverick X3.

Com a etapa maratona, após cumprirem o percurso do dia (478 km - 355 deles de trechos cronometrados), os competidores farão um abastecimento e colocarão os seus veículos em Parque Fechado. Apenas os pilotos e navegadores poderão fazer manutenção nos UTVs. A ajuda externa será permitida somente após as disputas da quinta etapa.

“O nosso Can-Am Maverick X3 está zerado, basta fazer a manutenção preventiva para encarar a primeira parte da etapa maratona”, contou o piloto Reinaldo Varela. Ele e Gugelmin ficaram em terceiro lugar na terceira etapa do Rally dos Sertões, a qual teve início na cidade de Posse (GO) e incluiu 350 km - 255 de especiais, de acordo com os resultados extraoficiais.

O desempenho foi suficiente para abrir vantagem na liderança dos UTVs. “Fizemos uma prova tranquila. Andamos forte, mas com cuidado, já que temos uma etapa maratona pela frente. Estamos muito satisfeitos com o desempenho até agora e pretendemos consolidar essa liderança dia após dia”, concluiu Varela.

Na classificação geral dos UTVs após três etapas, Enrico Amarante e Breno Rezende são os vice-líderes, seguidos por Deni Nascimento e Idali Bosse (Sanautica). Os veículos Can-Am Maverick X3 são a escolha de nove competidores que integram o Top 10 dos UTVs - incluindo os oito mais rápidos da tabela.  


A próxima especial do Rally dos Sertões acontece inteiramente na Bahia, com a caravana da prova deixando Luís Eduardo Magalhães em direção a Barra. O percurso terá 355 quilômetros cronometrados, e um percurso total de 478 quilômetros. Será ainda a etapa maratona desta edição da prova.


Após um deslocamento por asfalto, a especial começa em uma zona agrícola, seguindo por estradas sinuosas de média velocidade com trechos com muitas depressões. Da metade da especial em diante, a prova fica bem rápida. As areias começam a aparecer, mesclando trechos com muitas pedras, passando por veredas até a última zona de velocidade controlada chegando em Barra.


Como será uma etapa maratona, os competidores terão apenas um abastecimento e colocarão os seus veículos no Parque Fechado. Os pilotos das motos, quadris e UTVs farão a manutenção sem receber nenhum apoio externo. Os carros abastecem, entram no parque fechado e só fazem a manutenção no dia seguinte antes da largada. Todos têm 30 minutos para realizar os reparos.


O Rally dos Sertões é organizado pela Dunas Race e tem patrocínio da Mitsubishi Motors, Honda, Divino Fogão e Caixa. Apoio institucional: Detran Goiás, Estado de Goiás, Secretaria de Turismo de Fortaleza, Prefeitura de Fortaleza e Conselho Nacional do SESI. Apoio: Cartões ELO, Fox Sports, Truckvan, S.A.S. Brasil, Infraero, Vigor, Fotop, Arco Media, 99 e Jovem Pan Goiânia e Fortaleza.

Fotos
Tunico Maciel  
Ricardo Leizer/Fotop/Vipcomm  
Ricardo Martins  
Marcelo Machado de Melo/Fotop/Vipcomm  
Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin  
Marcelo Machado de Melo/Fotop/Vipcomm  

Deixe seu comentário sobre a notícia

Seu nome/apelido:
Seu comentário:
Digite o que você vê na imagem abaixo: *