Buscar: Em:
Brasileiro MX - Campeões coroados
 

  Carlos Campano
Tiago Lpes/CBM  
10/12/2017

O fim de semana foi de decisão no Campeonato Brasileiro de Motocross. A 7ª  etapa e Final da Temporada 2017 foi realizada em Charqueada (SP). O Campeonato passou por estados como Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e encerrou em São Paulo. Neste domingo,10, aconteceram as principais disputas da competição. 


Na principal  categoria, a MX1, o piloto espanhol Carlos Campano foi quem soltou o grito de campeão. O competidor que já havia conquistado o campeonato em três oportunidades, voltou a ficar com o título mais requisitado do motocross. 


O espanhol sagrou-se campeão ainda na primeira bateria deste domingo, 10. O piloto ficou em segundo lugar, atrás apenas do português Paulo Alberto que alcançou mais uma vitória na temporada. Jetro Salazar que também estava na briga do campeonato caiu na largada e terminou apenas na sexta colocação.  Com o resultado, Carlos Campano abriu uma vantagem de 26 pontos sobre Paulo Alberto, garantindo o título com uma bateria de antecedência. 


\\\"Foi um briga boa pelo título até o final. Quase não cometi erro durante a Temporada, alancando o pódio em todas as etapas. Vamos com tudo para ano que vem, mas agora é relaxar um pouco, um tempo de descanso antes de voltar a trabalhar\\\", declara o espanhol tetracampeão brasileiro na MX1, Carlos Campano.


A vitória da etapa ficou com o português Paulo Alberto que venceu as duas baterias do dia. Hector Assunção ficou em segundo lugar. Campano terminou a segunda bateria na oitava colocação. 


1ª Bateria


O espanhol Carlos Campano largou na frente. Jetro Salazar, Dudu Lima e Thales Vilardi caíram. O português Paulo Alberto logo assumiu a segunda colocação. O português ganhou e primeira colocação em cima de Campano ainda no início da prova. Hector Assunção chegou a pressionar o espanhol.


A briga foi boa pela quarta colocação. Marcelo Lima, o Ratinho foi pressionado por Jean Ramos e Dudu Lima.  Dudu Lima fez boa prova de recuperação e ganhou as posições de Jean Ramos e do irmão Marcelo Lima, assumindo a quarta colocação. Jetro Salazar fez prova de recuperação e ainda ultrapassou Jean Ramos no fim da prova para ficar com a sexta colocação. 


Resultado


1 - PAULO ALBERTO


2 - CARLOS CAMPANO JIMENEZ


3 - HECTOR FREITAS ASSUNÇAO


4 - EDUARDO FERREIRA LIMA


5 - MARCELLO FERREIRA DE LIMA


2ª Bateria


Paulo Alberto saiu na frente. Campano errou na largada. O português foi  seguido de Marcelo Lima, Hector Assunção, Dudu Lima e Jetro Salazar. Hector assumiu a segunda colocação ainda no início da prova.


A briga foi boa pela terceira posição, com Dudu assumindo a frente do irmão Marcelo Lima e Jetro Salazar.  O equatoriano ganhou a quarta colocação de Marcelo Lima. 


Campano fazia boa prova de recuperação, mas perdeu ritmo com dores no ombro. Dudu Lima ainda pressionou Hector Assunção em busca da segunda colocação, mas Hector se manteve na posição. Paulo Alberto abriu boa vantagem e ficou com a segunda vitória no dia.


Resultado:


1 - PAULO ALBERTO


2 - HECTOR FREITAS ASSUNÇAO


3 - EDUARDO FERREIRA LIMA


4 - JETRO SALAZAR


5 - MARCELLO FERREIRA DE LIMA


SOMA DAS BATERIAS:


1 - PAULO ALBERTO


2 - HECTOR FREITAS ASSUNÇAO


3 - EDUARDO FERREIRA LIMA


4 - CARLOS CAMPANO JIMENEZ


5 - JETRO SALAZAR


Na categoria MX2, das motos de 250cc, o piloto Gustavo Pessoa (891) chegou à final com vantagem de 13 pontos em cima de Fábio Santos. Mesmo com a vantagem de Gustavo, Fábio entrou na pista com muita vontade de virar o jogo.


Mas, já com o resultado da primeira bateria, Gustavo sagrou-se campeão Brasileiro da MX2. O piloto terminou a bateria em primeiro, e Fábio Santos acabou abandonando a prova quando estava em terceiro, por problemas com a moto. Com isso, Gustavo abriu 30 pontos de vantagem para Fábio.


Gustavo ainda venceu a segunda bateria, finalizando a temporada com 302 pontos. “Eu estou muito feliz. Eu e minha família trabalhamos muito para chegar a este resultado, abrimos mão de muita coisa. Ganhei as duas baterias neste fim de semana e ainda levei o título do Campeonato, não podia ter presente de aniversário melhor”, destacou Gustavo, que completou 20 anos na última quinta-feira (7). Fábio Santos foi o vice-campeão com 35 pontos a menos.


Na MX2 Junior, o pernambucano Tallys Nathan, venceu as duas baterias em Charqueada (SP) e ficou com o título do Campeonato, com 296 pontos. “Eu estou muito feliz de levar este título para o nordeste. Quero agradecer a minha equipe, meus patrocinadores e a todos que torceram por mim”, apontou o campeão Tallys. O piloto Leonardo Nunes ficou com o vice-campeonato com 275 pontos.


1ª bateria


Gustavo Pessoa (891) largou na frente, seguido de Pepê Bueno (8), Fábio Santos (1) e Caio Lopes (134).


Léo Souza (9) que veio um pouco atrás ultrapassou Caio Lopes e assumiu a quarta posição, Frederico Spagnol (61) aproveitou e também ganhou a posição de Caio.


Aos 12 minutos de prova Fábio Santos abandonou a disputa por problemas com a moto.


As primeiras posições não tiveram mudanças até o fim da bateria, e com isso Gustavo Pessoa somou mais 25 pontos com a primeira colocação, e finalizou a bateria já com pontos suficientes para levar o título, de certa forma, antecipado.


5 primeiro na MX2


1º GUSTAVO PESSOA DE SOUZA


2º PEDRO HENRIQUE ROSA BUENO


3º LEONARDO DE SOUZA


4º FREDERICO MOLINA SPAGNOL


5º CAIO LOPES FERNANDES


5 primeiros na MX2 Jr


1º TALLYS NATHAN SILVA BRITO


2º LEONARDO AUGUSTO NUNES


3º LEONARDO ZEQUINÃO CASSAROTTI


4º RENAN GOTO


5º VINICIUS DE SOUSA MARTINS


2ª bateria


Caio Lopes fez o holeshot. Mas logo Gustavo assume a frente e Caio fica em segundo, Pepê em terceiro. Ainda na primeira curva, Pepê ultrapassou Caio.


Na sequência estavam Joao Pedro Ribeiro, Frederico Spagnol, Leo Souza e Fábio Santos.


Fabio Santos conquistou posições e travou briga boa com Caio Lopes e Joao Pedro pela terceira posição. Joao levou a melhor, mas levou troco e sofreu uma queda. Com isso a disputa ficou entre Fábio e Caio. Depois de algumas voltas Fábio conquistou a terceira colocação.


Frederico Spagnol aproveitou e foi pra cima de Caio Lopes até conseguir ultrapassar o piloto e assumir a quarta posição.


Gustavo Pessoa cruzou em primeiro o arco de chegada, seguido de Pepê Bueno e Fábio Santos. 


5 primeiros da MX2


1º GUSTAVO PESSOA DE SOUZA


2º PEDRO HENRIQUE ROSA BUENO


3º FABIO APARECIDO DOS SANTOS


4º FREDERICO MOLINA SPAGNOL


5º CAIO LOPES FERNANDES


Os primeiros da MX2 Jr


1º TALLYS NATHAN SILVA BRITO


2º LEONARDO AUGUSTO NUNES


3º LEONARDO ZEQUINÃO CASSAROTTI


4º RENAN GOTO


5º VANDERLEI DE SOUZA JUNIOR


Gabriel Montagner (303) que chegou à última etapa do Brasileiro de Motocross, em Charqueada (SP), na liderança da 230cc, largou na frente. Três pilotos caíram após a primeira curva.


Caio Lopes (134) assumiu a ponta da corrida ainda na primeira volta.  Gustavo Amaral (111) aproveitou e assumiu a segunda posição após um erro de Gabriel que ficou em terceiro.


Gustavo Amaral perdeu rendimento, foi para quarto após ser ultrapassado por Marcos Roberto Roza (913) e Gabriel Montagner, respectivamente.


Tallys Nathan que estava em segundo lugar na classificação até esta prova, não fez boa largada e fez uma prova de recuperação.


Com este resultado, Caio Lopes que abriu boa distância na prova, venceu a disputa em Charqueada e ficou com a vice-liderança no Campeonato, com 78 pontos.


Gabriel Montagner, mesmo terminando em terceiro, é o campeão Brasileiro da 230cc com 82 pontos. “Eu fiz uma boa largada, e sabia que se eu terminasse até em quarto, com o Caio na frente, sabia que levava o título. Foi meu primeiro título do Brasileiro e foi uma superação muito grande, pois há um mês eu levei um tombo e bati a cabeça, então eu estou muito feliz”, destacou o campeão do Campeonato.


Resultado da prova


1º Caio Lopes


2º Marcos Roberto Roza


3º Gabriel Montagner


4º Gustavo Amaral


5º Tallys Nathan


Classificação do Campeonato


1º Gabriel Montagner


2º Caio Lopes


3º Tallys Nathan


4º Nicolas de Oliveira


5º Ismael Rojas


A categoria Junior teve campeão definido na penúltima etapa, em Campo Grande, mesmo assim nesta etapa de Charqueada os meninos fizeram bonito. 


Logo na largada, teve queda. Diogo Moreira (42) saiu na ponta, seguido de Rafael Ribeiro (99), Gabriel Andrigo (10) e Bruno Schimtz (40). 


Nas primeiras voltas Diogo sofreu uma queda e voltou em quinto. Com isso Rafael ficou na liderança, mas Bruno Schmitz seguia forte e logo assumiu a liderança da disputa. 


No final da prova, Joaquim Neto ganhou a posição de Rafael. Rodolfo Bicalho e Pedro Magero que brigavam pela segunda colocação no Campeonato, seguiam mais atrás. 


Bruno cruzou em primeiro no arco de chegada e recebeu nesta etapa o troféu de campeão da categoria junior. O vice-campeão do Campeonato foi Rodolfo Bicalho, com 130 pontos, que terminou esta prova em sétimo lugar. 


 


\\\"Eu treinei bastante, foi meu primeiro ano na categoria Junior. Foi um Campeonato bem disputado, fiquei muito feliz com o resultado. No ano que vem espero ser campeão\\\", destaca o vice-campeão, Rodolfo Bicalho. 


5 primeiros da prova:


1 - BRUNO FENSTERSEIFER SCHMITZ


2 - JOAQUIM ANTONIO NETO


3 - RAFAEL RIBEIRO DE ARAUJO


4 - DIOGO MOREIRA NASCIMENTO


5 - GABRIEL BOHRER ANDRIGO


Os meninos da 65cc aceleraram para a última etapa do Brasileiro de Motocross, em Charqueada (SP), neste domingo (10). Em 2017 eles fizeram quatro das sete etapas.


Rafael Becker (7), que chegou à última etapa na liderança com vantagem de quatro pontos, largou na frente, seguido de Gabriel Vinicius Mielke (102), Garmichel Giehl (4), Vitor Hugo (28) e Ivo Petras (77).


Logo Vitor pressionou Garmichel e assumiu a terceira posição. Ivo também travou uma briga boa com Garmichel, mas não conseguiu ultrapassar o piloto.


As primeiras posições se mantiveram assim até o fim da disputa. Rafael Becker se distanciou dos demais e seguiu tranquilo até cruzar o arco de chegada em primeiro e garantir o título do Brasileiro com 88 pontos. “Eu já fui campeão brasileiro na 50cc duas vezes e agora no meu primeiro ano n a 65cc consegui a vitória. Fiquei muito feliz com o resultado, agradeço muito aos meus patrocinadores, mecânico e meus pais”, destacou o campeão brasileiro da categoria, Rafael Becker.


Gabriel Vinicius Mielke que terminou a prova em segundo, é o vice-campeão da 65cc com 81 pontos.


5 primeiros da prova


1º RAFAEL BECKER


2º GABRIEL VINICIUS DOS SANTOS MIELKE


3º VITOR HUGO JAROSCZEVSKI DE BORBA


4º GARMICHEL RODRIGUES GIEHL


5º IVO PETRAS KURAHASHI KONELL


A categoria feminina (MXF) foi a primeira decisão deste domingo, 10, na 7ª etapa e Final do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada em Charqueada (SP).  A gaúcha Maiara Basso venceu mais uma e conquistou o terceiro título na categoria. 


A MXF foi disputada em quatro etapas. Maiara Basso venceu três provas e ficou na segunda colocação em uma disputa, somando 97 pontos.


\\\"Fiz uma boa temporada. Das quatro provas da MXF eu venci três. Cheguei à final com vantagem, mas eu queria vencer, então administrei bem a prova\\\", declara a tricampeã. 


Marcely Cazadini ficou com a segunda posição nesta etapa final e sagrou-se vice campeã, com 86 pontos, um a mais que a irmã Lays Cazadini. 


Maiara Basso largou na ponta, seguida de Marcely, Larissa Dalló e Lays Cazadini. Lays assumiu a terceira colocação em cima de Larissa. Maiara Basso administrou a vantagem na liderança da prova. Nas últimas voltas, Lays ainda pressionou a irmã Marcely. A briga foi boa. Mas Marcely segurou a segunda colocação e Maiara Basso cruzou em primeiro para alcançar mais uma vitória da Temporada.


Resultado


1ª - MAIARA BASSO


2ª - MARCELY LOBATO CAZADINI


3ª - LAYS LOBATO CAZADINI


4ª - LARISSA DALLÓ LAIRA


5ª - JULIANA PATRICIA BARBOSA


 Os garotos da 50cc mais uma vez deram um show na disputa da etapa final do Campeonato Brasileiro de Motocross. A categoria foi disputada em quatro das sete etapas na Temporada 2017.


Matheus Henrique (5) fez o holeshot. Felipe Menezes (160) que largou em terceiro logo assumiu a primeira colocação. A briga foi boa pela segunda colocação com Matheus Henrique sendo pressionado por Lucas Pereira (717) e Matheus Lima (515).


Matheus Henrique segurou bastante a segunda colocação, mas acabou sendo ultrapassado por Lucas Pereira e Matheus Lima. 


O jovem piloto Felipe Menezes venceu mais uma e sagrou-se campeão com 100% de aproveitamento na competição, somando 100 pontos e quatro vitórias. \\\"Graças a Deus deu tudo certo e eu consegui fazer uma boa corrida. Eu já tive títulos estaduais, mas é minha primeira conquista no Brasileiro de Motocross e estou muito feliz\\\", conta o campeão da 50cc. 


Neste sábado, 9, aconteceram as primeiras provas da 7ª etapa e Final do Campeonato Brasileiro de Motocross. As categorias MX4 e MX5 foram as primeiras a entrar na disputa. As duas classes aceleram em uma mesma prova.


Milton Becker, o Chumbinho, largou na frente, seguido de Willian Guimarães, Rodrigo Guerreiro (33) e Rene de Albuquerque (911).


Mais rápido, Chumbinho abria vantagem a cada volta. Rodrigo Guerreiro (33) perdeu posições para Rene Albuquerque e Rodrigo Guedes.


Em uma prova tranquila, Chumbinho conquistou a vitória e os títulos nas categorias MX4 e MX5. Milton Becker chegou a 26 títulos nacionais. 


\\\"Fiz um bom trabalho somando mais dois títulos para a carreira. São mais de 30 anos de profissão e toda vez que vou para decisão procuro me manter muito focado. Estou muito feliz com mais essas conquistas\\\", declara o campeão das categorias MX4 e MX5, Milton Becker. 


Na MX4, Willian Guimarães ficou com o vice-campeonato com os mesmo 94 pontos de Milton Becker, que sagrou-se campeão pelo critério de desempate. Já na MX5, Claudiney José Guast ficou em segundo lugar no Campeonato com 80 pontos, 20 a menos que Milton Becker.


O Campeonato tem patrocínio oficial de Honda, Yamaha, Rinaldi e IMS. A temporada ainda tem o apoio da Mobil. A etapa conta com a realização da Câmara de Vereadores e apoio de JP, Rede Opinião e POP FM 89,7.


 

Fotos
Gustavo Pessoa  
Tiago Lpes/CBM  
Milton Becker  
Tiago Lpes/CBM  
Felipe Menezes  
Tiago Lpes/CBM  
Pódio Feminino  
Tiago Lpes/CBM  
Pódio 65cc  
Tiago Lpes/CBM  
Pódio Junior  
Tiago Lpes/CBM  
Gabriel Montagner  
Tiago Lpes/CBM  

Deixe seu comentário sobre a notícia

Seu nome/apelido:
Seu comentário:
Digite o que você vê na imagem abaixo: *
   

 
Revista Bike Action
Revista Moto Action